“Tu tens um medo:
Acabar.
Não vês que acabas todo dia.
Que morres no amor.
Na tristeza. Na dúvida. No desejo. Que te renovas todo dia. No amor. Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que és sempre outro.
Que és sempre o mesmo.
Que morrerás por idades imensas. Até não teres medo de morrer.
E então serás eterno.”

Tu tens um medo; Cecília Meireles.   (via clarividente)

pearodise:

lucid blog

“There are certain
names
that will always
taste like regret and
stomach acid
on my tongue.”

Michelle K., People I Decided to Let Go. (via michellekpoems)

smellslikeateensblog:

x